Cidade santista recebe principais nomes da cardiologia brasileira

sobrac

A Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC) realizará mais uma edição do Programa de Educação Continuada (PrECon) de 2015, no dia 14 de agosto, em Santos (SP). Entre os temas centrais, serão debatidos os principais questionamentos da atualidade sobre arritmias cardíacas, morte súbita, síncopes, fibrilação atrial e taquicardia. “O evento abordará tudo o que envolve desde o diagnóstico até o tratamento das principais doenças cardiológicas, com foco nas arritmias cardíacas, entre elas a fibrilação atrial, que afeta 2,5% da população mundial e tem alta prevalência entre os idosos”, diz Juliana Filgueiras Medeiros, coordenadora do PrECon de Santos e cardiologista associada à SOBRAC.

Segundo a especialista, uma das arritmias cardíacas mais comuns nos consultórios é a fibrilação atrial, que merece atenção especial dos cardiologistas. Estima-se que uma a cada quatro pessoas terá essa doença em algum momento da vida. Entre a população acima dos 70 anos de idade, a incidência pode ser de até 10%. Como a proporção de idosos é crescente, a sua ocorrência deverá ser cada vez mais frequente. “Pacientes com esta arritmia têm risco cinco vezes maior para a complicação mais temida, que é o acidente vascular encefálico (AVE), quando comparados à população geral”, completa a cardiologista.

O PrECon é um programa itinerante que tem a finalidade de levar aos quatro cantos do Brasil discussões a cerca de assuntos atuais, revisão de importantes conceitos e discussões de casos reais, sempre com atenção voltada aos cardiologistas clínicos e também aos especialistas em arritmias cardíacas.

Números

As doenças cardiovasculares consistem na maior causa de morte em todo o mundo. No Brasil, vitima fatalmente mais de 300 mil pessoas ao ano, 90% em virtude das arritmias cardíacas.

A morte súbita é superior às mortes causadas por doenças oncológicas e o dobro das de origem externas, como acidente, assassinato, suicídio, entre outras.

“Hoje, todos reconhecem a importância do tratamento multidisciplinar das arritmias cardíacas. Porém, cardiologistas e demais profissionais de saúde precisam de atualização constante, seja nas questões práticas da doença ou no que tange as tecnologias modernas dos aparelhos implantáveis. E é nisto que a SOBRAC quer contribuir através de eventos importantes como PrECon”, completa o coordenador nacional do PreCon, Dr. Ricardo Alkmim Teixeira.

Para mais informações sobre o PrECon de Santos, acesse: http://sobrac.org/home/?p=14661 .