Arritmia Cardíaca de Abel Braga é comum em ex-atletas

 

Mais um técnico de futebol é submetido a procedimento cirúrgico em função de complicações de arritmias cardíacas, doença que provoca alteração no ritmo das batidas do coração, podendo levar a sintomas incapacitantes e até mesmo a morte súbita. Apesar de poder acometer pessoas de qualquer idade, incluindo jovens saudáveis, as arritmias cardíacas têm em atletas ou ex-atletas de alto desempenho um fator de desenvolvimento, devido a sobrecarga na estrutura de todo o sistema cardíaco. Isso explica o acometimento de Abel Braga, assim como Renato Gaúcho, Muricy Ramalho e outros.

Sob acompanhamento do cardiologista especialista pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC), Dr. Eduardo Saad, o técnico Abel Braga apresenta a arritmia tipo “Flutter atrial”.  “Ela se caracteriza por uma perturbação do ritmo na parte superior do coração, causada por um ‘curto circuito’ no sistema elétrico do órgão, gerando aceleração do pulso e perda da eficiência da contração, que, se não tratada, causa insuficiência cardíaca (enfraquecimento do coração) e formação de coágulos, com risco de AVC (derrame)”, explica Dr. Saad.

O tratamento ao qual o técnico está sendo submetido é denominado ablação por cateter, onde cateteres são inseridos pela veia da virilha até o coração com o objetivo de cauterizar o tecido cardíaco envolvido para que o curto não possa mais ocorrer.

O procedimento leva em torno de duas horas com o paciente sedado. A recuperação é usualmente rápida, liberando o paciente em poucos dias para suas atividades usuais, sem restrições específicas.

Mais informações sobre as arritmias cardíacas: http://bit.ly/sobrac-infoarritmias

Compartilhe:
Facebooktwittergoogle_pluslinkedinFacebooktwittergoogle_pluslinkedin